sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Lá fora, o Sol



Lá fora, o Sol

A Força de Viver




As palavras escorrem por entre os dedos

Que vontade de te ver ao sol
passear as mãos lá fora
e a tarde quente


Assim escrevi um dia, aqui mesmo. Palavras breves que não quis tornar mais explícitas.
Era maio de dois mil e treze.
A minha filha internada num hospital com doenças graves.

Não sei se importa agora dizer que o Sol esteve sempre lá, na luta pela vida.
Não sei a quem importa, se a outros ajuda, a quem incomodará ... Falar, escrever, dizer de mim
Contar de ti...
Dar testemunho de como a força de viver é por vezes espantosa, surpreendente e vital.


    





1 comentário:

Henrique disse...

Sim, o sol esteve sempre lá presente. Foi essa fé inabalável no amanhã como dia melhor, na luta até sempre, e no milagre arrancado passo a passo. O sol, deslumbrante, foi esse amor enorme de mãe guerreira. Um abraço