quarta-feira, 1 de julho de 2009

Vida - divagações breves I




Musica "Papa Can You Hear Me?"


Chuva ou sol nem sempre importa!
O tempo que faz não corresponde ao tempo que temos ou inventamos ,se queremos!

Damos a desculpa da falta de tempo quando"chove" e o chapéu de chuva é só nosso...
não podemos molhar o rosto?!

E mesmo se faz sol, escondemo-nos na primeira sombra ( até de nós mesmos), num recanto qualquer!

Quando nos revelamos como podemos ou queremos, soltam-se pedaços do que somos e percebemos que o tempo também nos pertence! No abraço dado,o momento de um passeio ,
nas cumplicidades, o Viver...

Momentos felizes algumas vezes são feitos de gestos simples, no crer e querer!

( perdi o meu chapéu de chuva!!)


7 comentários:

João de Sousa Teixeira disse...

É assim a vida: há quem escreva e que nos faria um grande favor se estivesse quieto; e quem o não faça, ou faça com pouca regularidade e nos acrescente sempre mais um pouco ao que nós somos.
Este texto enquadra-se no segundo caso, evidentemente.
Beijinho
João

Manuel da Mata disse...

Bonito. Abraço.

. disse...

Frequentes vezes a vida tem-me mostrado que "Desculpas", "escondemo-
nos", "querer", etc., são palavras fortes, que nem sempre se aplicam aquilo que (pensamos) que é a realidade dos outros. Beijinho.H

muguet disse...

nunca usei guarda-chuva, cedo percebi que perdia metade deles, a outra metade se estragava e no meio desses tantos, mais eram os dias em que me esquecia deles em casa ;)
ando sempre com um chapéu na minha pasta, daqueles impermeáveis ih ih

ou será porque gosto de sentir a água na cara, a molhar a minha pele? hummm...às tantas é mesmo isso. no fim de contas o que vale são as sensações, não é?

beijo, com o sabor da chuva, claro :D

Lídia Borges disse...

Chapéus de chuva para abrigar...
Chapéus de chuva para esconder...

E a vida vivida em pequenos nadas que enchem os dias.

Muito bonito

Um beijo

poeta_silente disse...

Posso te ajudar a encontrar?
Mas... o tempo existe, querida. E nem sempre podemos dispor dele da forma como queremos e gostaríamos.
Muitas vezes meu desejo é andar pelos blogs, mas tenho necessidade de trabalhar. Este é apenas um dos exemplos que temos.
Mas...
Existe um ditado que eu costumo citar, e ele está em desacordo com o que disse acima. Mas não muito:
- "Ter tempo é questão de preferência!".
Na realidade a preferência minha é por ordem de necessidades. Mas... será só isto?
Não sei...
To com saudades. Inclusive de escrever.
Bjos
Miriam
Miriam

t3resopolis disse...

gestos simples de menina que tão bem dança em palavras..

tanta vez me questiono, para onde irão eles??. ( não contes nada a ninguém..mas deve haver um cantinho do mundo, escondido algures cheiiiiiinho deles)

bom Domingo ( chove a potes)

t3