sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Flor do Campo

Flor do Campo - Fotografia de M.S. ( 2006)

Flor do Campo


Pedaços de terra esquecida,

Jardim de mil flores,

Semeado por mãos de menina.

Reflexos de um olhar,

No doce sorriso,

De quem sabe esperar!


Secretas pétalas,

No corpo do tempo.

A cor do vento,

Semeia novos caminhos...


Estrela do Mar,
Em corpo de Mulher,
Num desejo circular...

(Outubro 06)



Flor do Campo I


Esquecem algumas fragilidades e soltas
Germinam a cada instante, sem medos.
Docemente tomam forma, ganham vida.
Efémeras, penetram a terra no tempo,
Transformam suas tristezas numa dança.
Renovam-se naquela estranha claridade
Que se entranha silenciosa no novo dia!

Que lhes importa se um tempo vaidoso
Endureceu algumas das velhas árvores?
Altivas, rejeitam mudanças do novo dia!


Renovam-se a cada momento, voz estranha
Ora suave e calma, ou silenciosamente fresca
Na noite as embala e adormece, sem medos...
(Abril 07)





Flor do Campo I I


Algo maior te ligou ao chão, à terra,
Abraça o vento onde nasceste, flor.

De ouro vestida em pétalas de fogo,
Frágil, saboreias o brilho forte do sol.
O tempo certo, refrescará teu canto!
(Maio 07)


Flor do Campo I I I

O tempo certo, refrescará teu canto?
Repousas dessa tua viagem e suave
adormeces na terra que te viu nascer!

No silêncio, permaneces sob um manto
e deixas correr o tempo longo ou breve,
num olhar solto para além do horizonte.

Se tuas pétalas foram orvalho, noite ou luz
não foi só pelo lamento, também pela Vida!

Da terra esquecida, aqui te deixo, FLOR...

(1 Agosto 07)

Além do Horizonte

Flor do Campo IV


Mais que o querer falar (te)
das flores peço o teu perdão
Pelo tempo de alvos e puros
Esses, os cravos, em tua mão


Hoje são, vindas de longe,
outras cores ou ilusões, luz
feita sonho de urze no verso
Um tempo novo, em ti, seduz


(16 Nov. 07)







Música: Crepúsculo - (Coimbra - Espírito e Raíz)

10 comentários:

Entre linhas... disse...

Jardins plantados pelo olhar de quem saboreia a mãe natureza...com as cores e ilusões da vida.
Bom fim de semana
Bjs Zita

Carlos D disse...

Para alem do Horizonte
a simplicidade das palavras
em cada petala inventada
desta flor do campo
que vai crescendo ao som
de um crepusculo de coimbra

Agradeço este momento

bjs e um sorriso

DE-PROPOSITO disse...

Flores do campo!...
Acredito que todas as flores são do campo, mesmo as da cidade. É que no campo, elas atingem toda a plenitude.
Fica bem.
E a felicidade pertinho de ti.
Manuel

Mike disse...

Olha a minha flôr de cacto! :)
Quando florirem de novo, vou fotografar umas quantas deste jardim de mar!

Beijocas...sim, já sei que estás a sorrir por te visitar! :)

Daniel Aladiah disse...

E essas flores são tantas coisas...
Um beijo
Daniel

Joao disse...

Alvos cravos...
(se visses as estufas que os mantinham vivos!... fartavas-te de rir!)
-As flores também sorriem.
Bem, Deus te abençoe.

poeta_silente disse...

Amiga.
Solucionado....
Flores do Campo. Lindas e puras.
Uma das coisas que mais gosto de fazer é caminhar pelos campos qdo estão floridos. Sinto-me no Paraíso.
Deus te abençoe.
Beijos...
by Miriam, numa fugidinha de Punta Del Fogão.

Manuel da Mata disse...

Maria José,

Gostei do que vi e li. Passarei assiduamente.
Um abraço,
Manuel da Mata

muguet disse...

"No silêncio, permaneces sob um manto
e deixas correr o tempo longo ou breve,
num olhar solto para além do horizonte."

obrigada por estares aqui...

. disse...

Eu podia ser mau e dizer que vale a pena vir, nem que seja pela musica...Mas eu hoje estou bonzinho, e, como tal, apenas evoco aquelas vezes em que tanto tentei persuadir-te a não parares de escrever os teus próprios textos. Em boa hora o fiz, faço-o hoje, e acho que o farei sempre. Há muita beleza e, ao mesmo tempo, profundidade na simplicidade das tuas palavras. Continua, tá ?Beijo.H (textosaesmo.blogspot.com)